Vamos conversar

Notícias -Jan 8, 2024

Custos de Distribuição: O Que São e Como São Calculados

Photo by the author

SimpliRoute

Logística

Indústria

Distribuição

Você já ouviu falar sobre o termo custos de distribuição? É de extrema importância que tanto comerciantes e fabricantes, como também consumidores, estejam bem informados sobre o assunto para que os produtos sejam oferecidos a um preço justo.

Custos de Distribuição: O Que São e Como São Calculados

Ao adquirir um produto, geralmente, o consumidor final não tem conhecimento de todo o processo anterior até que o produto em questão chegue à sua casa. É devido ao seu desconhecimento que muitas vezes surgem disputas entre os clientes em relação aos elevados preços finais.

Para ser sincero, as empresas que realizam a produção e distribuição de produtos incorrem em inúmeras despesas, sejam elas custos econômicos, custos de oportunidade ou outros tipos de custos. É fundamental que estas empresas conheçam detalhadamente cada uma delas, e nesta ocasião trataremos especificamente de um dos custos econômicos: o custo de distribuição.

Quais são os custos de distribuição

Falamos em custos de distribuição quando mencionamos os gastos que uma empresa enfrenta no processo de venda, quando um produto ou serviço acabado chega ao cliente final. Ou seja, são todos os gastos que são gerados em cada etapa, desde a instalação da planta produtiva até o envio necessário ao consumidor.

Os custos de distribuição são geralmente elevados, embora sejam normalmente amortizados pelo aumento do preço dos produtos finais. Um exemplo é quando um produto tem um longo canal de distribuição (atacado, distribuidor, varejista, etc.) e cada parte tem um lucro merecido. Contudo, noutros casos podem ser quase inexistentes, dado que o produtor é a mesma entidade que distribui o artigo.

Quais são os tipos de custos de distribuição

Muito provavelmente você está pensando no custo típico que todo mundo imagina: transporte. No entanto, os custos de distribuição abrangem outras áreas além do frete, que costumam ser muito mais elevados em termos econômicos e que é muito importante conhecer.

Gastos de transporte: É o custo necessário para transportar fisicamente um produto até o destino final, seja atacadista, varejista ou diretamente até a casa do comprador. Este preço também inclui os custos logísticos necessários para que o produto fosse entregue em tempo hábil.

Custos de armazenamento: Uma vez fabricados os produtos, é necessário um local físico para armazená-los até a venda. As despesas deste armazém são justamente os chamados custos de armazenamento, e o mais comum é o aluguel.

Despesas de vendas diretas: São aquelas despesas que surgem quando um produto ou serviço é vendido diretamente ao cliente. Um exemplo claro desses tipos de despesas são as viagens e os salários dos vendedores.

Despesas de publicidade e promoção: A única maneira de obter vendas no seu negócio é através do marketing adequado, e uma parte importante desse marketing é a publicidade. Tal propaganda pode ocorrer em meios de comunicação como rádio, jornais, TV e, especialmente hoje, na Internet.

Despesas com perdas: É normal que, dentro do processo de distribuição, alguns produtos não cheguem ao destino. Por exemplo, alimentos perecíveis, se não chegarem dentro de um determinado prazo, estragam. Outro exemplo poderia ser a deterioração de produtos, que não podem ser colocados à venda e devem ser substituídos por outros em bom estado. Embora estas despesas em termos nominais sejam as mais baixas, devem ser sempre incluídas e não subestimadas.

Como os custos de distribuição afetam o preço final

É de conhecimento público que os custos de produção são essenciais na determinação do preço final de um produto. Igualmente relevantes são a procura do produto e os custos de distribuição.

Como já vos dissemos, em quase todos os casos, os custos de distribuição estão incluídos no preço final do produto, porque embora não afetem o produto em si, são decisivos para que o produto em questão possa ser adquirido pelos clientes. Sem distribuição não há compras e, portanto, o preço final deve cobrir todos os custos para que um negócio seja rentável. Se isso não acontecer, não ocorre.

Como os custos de distribuição são calculados

Você não precisa ser um grande matemático para calcular os custos de distribuição. Com as informações fornecidas anteriormente, você tem tudo o que é necessário para fazer um cálculo correto dessas despesas. Resumindo, somam-se todas as despesas incluídas nos custos de distribuição, como vendas, publicidade, transporte e armazenamento. Se, por exemplo, a soma de todas estas despesas for igual a 100, significa que teremos um custo de distribuição de 100, que devemos somar ao preço final se quisermos que o nosso negócio seja rentável.

Gostaria de saber quanto você pode economizar usando um software de otimização como o SimpliRoute? Descubra experimentando nossa calculadora de economia de custos logísticos!

Poderá estar interessado em

Setor de Logística: Principais Atribuições
NOTÍCIAS

Setor de Logística: Principais Atribuições

O setor de logística desempenha um papel crucial em diversas empresas. Suas responsabilidades incluem planejar, organizar, orientar e coordenar todos os aspectos do fornecimento de bens para a empresa.

Feb 21, 2024

O funcionamento da logística no McDonald's
NOTÍCIAS

O funcionamento da logística no McDonald's

Muitas empresas adotam essa abordagem em suas operações diárias. Neste artigo, iremos analisar o caso da logística do McDonald's.

Feb 21, 2024