Vamos conversar

Notícias -May 7, 2024

Despesas de armazenamento: como gerenciá-las

Photo by the author

SimpliRoute

Logística

Indústria

Distribuição

Os elevados gastos com armazenamento podem ser um problema para muitas empresas. No entanto, a boa notícia é que, com um planejamento inteligente e uma preparação cuidadosa, é possível controlá-los. Neste artigo, vamos abordar a importância de controlar os custos de armazenamento e também como reduzi-los.

Despesas de armazenamento: como gerenciá-las

Os custos de armazenamento são os gastos relacionados à guarda de produtos ou mercadorias em um espaço físico por um determinado período.

Esses custos fazem parte do controle de estoque e podem abranger diversos fatores.

Alguns dos elementos mais comuns dos custos de armazenamento incluem aluguel ou amortização de armazéns, despesas com pessoal para a gestão de estoques, infraestrutura e equipamentos utilizados, assim como os custos relacionados à obsolescência, degradação ou perda de produtos.

Os custos de armazenamento também podem englobar despesas indiretas associadas à gestão de estoque, como os sistemas de software necessários para rastrear e administrar o inventário.

Importância de controlar os custos de armazenamento em uma empresa

Controlar os custos de armazenamento é crucial para a saúde financeira de qualquer empresa que trabalhe com produtos físicos, pois esses custos podem representar uma parte substancial dos gastos operacionais totais.

Se não forem controlados, esses custos podem corroer a margem de lucro e impactar negativamente a rentabilidade da empresa.

Além disso, o excesso de estoque pode resultar em um aumento dos ativos no balanço patrimonial, o que pode reduzir a liquidez.

Ao controlar efetivamente os custos de armazenamento, é possível melhorar a eficiência da cadeia de suprimentos, minimizar o desperdício e a perda de produtos, e ajudar a otimizar o fluxo de mercadorias.

Isso pode resultar em uma maior satisfação do cliente, já que os produtos estarão disponíveis quando e onde forem necessários.

Quais são os elementos que compõem os custos de armazenamento?

Os custos podem ser divididos em duas categorias principais: custos fixos e custos variáveis.

Custos fixos: São gastos que não se alteram com o volume de produtos armazenados.

Eles incluem o aluguel ou amortização do espaço para armazenamento de mercadorias, equipamentos de armazenamento (como prateleiras e empilhadeiras) e sistemas de gestão de estoque.

Esses custos são incorridos independentemente de o armazém estar cheio ou vazio.

Custos variáveis: São gastos que variam de acordo com o volume de materiais armazenados.

Eles englobam despesas com mão de obra para gerenciar o inventário, energia para iluminar e resfriar o edifício e custos associados à deterioração, obsolescência ou perda de produtos.

À medida que o volume de produtos armazenados aumenta, esses custos tendem a crescer.

Fatores que influenciam os custos de armazenamento

Esses fatores incluem o volume e a rotatividade dos produtos armazenados, a eficiência dos processos de armazenamento, o design e a disposição do armazém e a eficácia do gerenciamento de estoque.

Por exemplo, um alto volume de produtos em estoque pode aumentar os custos variáveis, enquanto uma baixa rotatividade de produtos pode resultar em custos mais altos de obsolescência.

Da mesma forma, um layout ineficiente do armazém pode aumentar os custos de mão de obra, enquanto uma gestão de estoque inadequada pode resultar em excesso de estoque e custos de armazenamento mais elevados.

Estratégias para controlar os custos de armazenamento

Implementação de tecnologia na gestão de estoque

Sistemas de gestão de estoque: Soluções modernas de software de gestão de estoque podem fornecer visibilidade em tempo real dos níveis de estoque, permitindo que as empresas tomem decisões informadas sobre quando reabastecer e quando reduzir pedidos.

Ao otimizar os níveis de estoque, as empresas podem reduzir o custo de manutenção associado ao excesso de estoque e à obsolescência.

Automação de armazém: A automação de armazém, seja por meio de sistemas automatizados de armazenamento e recuperação ou de robôs de armazém, pode melhorar a eficiência e a precisão do manuseio de estoque.

Isso pode reduzir os custos de mão de obra, minimizar erros e desperdícios e permitir uma utilização mais eficiente do espaço de armazenamento.

Melhoria dos processos de armazenamento

Redução de desperdícios e erros: Erros no armazenamento podem resultar em atrasos dispendiosos, perda de produtos e devoluções de clientes.

Ao melhorar os processos de armazenamento e gestão de inventário, as empresas podem minimizar esses erros e reduzir os custos associados.

Isso pode envolver a capacitação de funcionários, a implementação de sistemas de qualidade e a adoção de melhores práticas de armazenamento.

Melhor utilização do espaço: A utilização eficiente do espaço pode maximizar a quantidade de produtos que podem ser armazenados em um determinado espaço, reduzindo assim os custos por unidade de produto armazenado.

Isso pode ser alcançado por meio de um design eficiente de armazéns, adoção de sistemas de armazenamento de alta densidade e implementação de tecnologias como a automação de armazéns.

Negociação com fornecedores e parceiros logísticos

Contratos de longo prazo: Negociar contratos de longo prazo com fornecedores e parceiros logísticos pode proporcionar preços mais baixos e condições mais favoráveis às empresas.

Isso pode ajudar a reduzir os custos de aquisição e logística de produtos, que são componentes importantes dos custos de armazenamento.

Descontos por volume: Muitos fornecedores oferecem descontos por volume para clientes que fazem pedidos grandes.

Aproveitando esses descontos, as empresas podem reduzir os custos de aquisição de produtos.

No entanto, é importante equilibrar isso com a necessidade de evitar excesso de estoque, o que pode aumentar os custos de armazenamento.

Riscos e desafios no controle de custos de armazenamento

O controle dos custos de armazenamento pode apresentar vários desafios para as empresas.

Estes podem incluir a resistência à mudança, as limitações das infraestruturas existentes, os custos e a complexidade da implementação de novas tecnologias e a gestão de relações com fornecedores e parceiros logísticos.

Para superar esses desafios, as empresas podem ter que adotar uma abordagem gradual e estratégica.

Isso pode envolver a capacitação e o envolvimento dos funcionários para incentivar a aceitação da mudança e a avaliação e atualização da infraestrutura existente.

Também pode ser necessária uma seleção cuidadosa de soluções tecnológicas apropriadas e uma negociação e colaboração eficazes com fornecedores e parceiros logísticos.

Perguntas frequentes

Como são calculados os custos de armazenamento?

Para determinar o custo anual por unidade de armazenamento, é necessário um processo de cálculo simples. Isso envolve dividir o custo total de armazenamento durante um ano pelo número de unidades ou paletes armazenadas no armazém durante esse mesmo período.

O que é gerenciamento de armazenamento?

O gerenciamento de armazém é definido como o conjunto de operações logísticas que incluem a recepção, armazenamento e movimentação dos produtos dentro do armazém até chegarem ao destino final nas unidades logísticas.

Posso reduzir os custos de armazenamento usando um serviço de armazenamento de terceiros?

Em muitos casos, a utilização de um serviço de armazenamento de terceiros pode ajudar a reduzir os custos de armazenamento, uma vez que esses serviços frequentemente apresentam economias de escala e eficiências operacionais que uma empresa individual pode não ter.

No entanto, as empresas devem ponderar essas potenciais economias em relação aos potenciais riscos e desafios, como a perda de controle sobre seu inventário.

SimpliRoute: a solução inteligente para reduzir custos logísticos

Com o SimpliRoute, você pode reduzir custos logísticos, melhorar a satisfação do cliente e economizar centenas de horas no planejamento de suas entregas. O software permite atribuir entregas aos seus motoristas com limites de carga por veículo, horários e territórios definidos.

Além disso, o SimpliRoute oferece recursos exclusivos para melhorar a última milha de entrega, incluindo monitoramento em tempo real para mantê-lo atualizado sobre o status atual da remessa e notificações por e-mail ao cliente com rastreamento ao vivo para mantê-lo informado sobre o andamento do envio.

Também oferece um aplicativo mobile com rastreamento em tempo real para que os motoristas tenham em mãos todas as informações necessárias.

Com o SimpliRoute, você pode reduzir custos logísticos, melhorar a satisfação do cliente e economizar centenas de horas no planejamento de suas entregas. É a solução ideal para quem busca otimizar sua operação logística sem sacrificar a qualidade ou comprometer o atendimento ao cliente.

Poderá estar interessado em

Devoluções de vendas: seu funcionamento
NOTÍCIAS

Devoluções de vendas: seu funcionamento

As devoluções constituem um aspecto crucial a considerar na gestão de uma loja. Se pretende criar um negócio bem-sucedido, é fundamental que dê a devida importância às devoluções, de modo a que os clientes se sintam à vontade para comprar na sua empresa. Neste artigo, abordaremos o funcionamento das devoluções de vendas: o que são, por que são importantes e como geri-las de forma eficaz. Vamos começar agora!

May 7, 2024

Logística de Entrada: Conceito, Exemplos e Importância
NOTÍCIAS

Logística de Entrada: Conceito, Exemplos e Importância

Você já se perguntou o que é exatamente a logística de entrada? Ou por que você deveria se importar? Nesse caso, este artigo explicará tudo isso e muito mais.

May 7, 2024